Foto: Vender no Mercado Livre: Quanto custa?
Voltar

Vender no Mercado Livre: Quanto custa?

Vender no Mercado Livre é o desejo de todos os lojistas independente do nível de experiência de cada um, mas quais os custos que estão inseridos nesse processo? Se você tem dúvidas sobre esse assunto, nós do Ecommerce Puro vamos esclarecer para você. Confira!

Quanto custa vender no Mercado Livre?

Todo iniciante ao demonstrar interesse em começar um negócio pelo Mercado Livre primeiramente pensa na venda. Como vender? O que vender? quanto cobrar pelo produto? Mas, esquecem de se perguntar quanto custa vender no Mercado Livre, deixando de mensurar esse custo e frustrando algumas expectativas.

Nós do Ecommerce Puro, pontuamos esse problema e desenvolvemos esse post para todos os iniciantes do ecommerce e também para aqueles que já estão atuando na área. São dicas para todos os níveis de experiência, confira até o final. 


Inscreva-se em nosso canal no Youtube


Siga-nos no Instagram


Para quem é esse post?

A maioria dos lojistas que já atuam com o Mercado Livre tem uma boa noção de quanto custa vender no Mercado Livre. Alguns apenas com a informação do valor do produto no fornecedor, já conseguem calcular o valor final de cabeça. Mas a pergunta que não deve sair nunca da rotina do empreendedor é: Será que consigo aperfeiçoar isso?

Já o iniciante, com toda carga de novas informações que está absorvendo, naturalmente esquece de mensurar os custos do Mercado Livre e na hora de precificar seus produtos encontra dificuldades. Por isso é de suma importância que esse ponto seja analisado com toda atenção possível.

Qual a relevância do Mercado Livre?

O Mercado Livre é o maior marketplace do Brasil e para todos os empreendedores de ecommerce ele é um canal de vendas importantíssimo. Sua sede fica em Buenos Aires, na Argentina, mas possui operações em outros países da América Latina, como Brasil, Chile, Colômbia, México e Uruguai.

O Mercado Livre é relevante porque oferece um ambiente seguro para compras e vendas online. Além disso, a plataforma conta com um sistema de classificados que permite aos usuários encontrarem o que procuram de forma rápida e fácil. Outro ponto relevante é o fato de o Mercado Livre ter uma grande variedade de produtos e serviços à disposição dos usuários.

Traçar uma boa estratégia de vendas e amarrar todos os processos que envolvem logística, precificação, marketing e pós venda, é fundamental para todos que utilizam o Mercado Livre como canal de vendas e pretendem escalar de maneira consistente nesse marketplace. 


Veja também: Vender mais nos marketplaces: 5 dicas poderosas


Quanto custa vender no Mercado Livre? Entendendo as dicas

Com o passar dos anos, o Mercado Livre já teve várias formas de cobrar suas taxas. Antes não existiam o mercado pago e o mercado de envios, o frete era o próprio lojista que passava para o cliente ou até mesmo poderia oferecer a calculadora de frete, já existiu taxa fixa e até mesmo taxa para anúncios.

Hoje em dia o modelo de cobranças do Mercado Livre está mais simples, porém, é necessário observar com atenção a divisão por categorias, para não fazer desse assunto um problema futuro. Confira a seguir as 3 dicas que separamos para você não ter mais dores de cabeça com relação a isso:  

  • Primeira dica:

Quando você fizer o cadastro, logo no início irão aparecer os custos de frete e comissionamento nas opções premium e clássico. Na opção premium o consumidor final paga um pouco mais caro, porém sem juros e no clássico o valor aparece com juros, porém um pouco mais barato. Essa maneira é a mais simples e rápida de descobrir os custos e também a mais conhecida pelos lojistas iniciantes.

  • Segunda dica:

É uma pesquisa realizada no Google com a palavra-chave “taxas do Mercado Livre”. Essa pesquisa te levará para uma página com informações de custo mais completas com inúmeras variáveis relacionadas aos produtos como taxas fixas, condições para realizar anúncios, exposição, mercado pago e parcelamento sem acréscimo por exemplo. Nesta opção, existe uma tabela com a porcentagem cobrada nos módulos premium e clássico, dividido por categoria de produtos. Uma apresentação mais detalhada do que a opção anterior e que merece ser analisada antes da realização do cadastro.

  • Terceira dica:

É a maneira que nós do Ecommerce Puro fazemos. Nós utilizamos uma extensão que nos auxilia a calcular todos os custos envolvidos na venda de um produto. Essa extensão é uma ferramenta maravilhosa, pois além de cumprir sua função principal, também nos dá um grande suporte quando precisamos precificar de acordo com a margem de lucro ideal para o período. Na prática, ela funciona buscando todas as informações da API do Mercado Livre e disponibilizando em uma tabela com simulações e análises. 

Para ter acesso à extensão basta clicar no link abaixo.  


Quero utilizar a Extensão Ecommerce Puro


Conclusão

Por fim, essa parte do processo de precificação é extremamente importante e sua negligência pode gerar algumas dores de cabeça para o lojista, independente do nível de experiência. Invista tempo em calcular muito bem os custos que envolvem seus produtos, pois isso irá te ajudar a tomar melhores decisões para seu ecommerce.

Começa com a simplicidade de uma escolha. A força de uma decisão.

[mc4wp_form id="155"]

Você também vai gostar desses conteúdos

O Futuro das Vendas Online

O futuro do e-commerce está prestes a passar por uma…

Ver mais

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.